O meu livro foi “abandonado” nos transportes públicos do Brasil – Leitura no Vagão

O meu livro foi “abandonado” nos transportes públicos do Brasil – Leitura no Vagão

Quando lancei o meu livro “Como conseguir emprego em 30 dias”, em março de 2016, decidi começar a “abandonar” alguns exemplares em várias cidades de Portugal.

O processo era sempre o mesmo. Colocava um post-it na capa do livro com a seguinte indicação:

Deixei este livro aqui propositadamente para si… espero que lhe seja muito útil!

Depois de cada “abandono”, registava uma foto do local onde tinha deixado o livro e partilhava-a nas redes sociais.

No descritivo dessa foto, apenas referia em que cidade é que tinha feito o “abandono” desse exemplar do livro mas não revelava pormenores sobre o local.

Havia sempre alguém que reconhecia o local através da fotografia que eu partilhava! 🙂

As reações foram incríveis…

Decidi passar a fazer vídeos em direto para o Facebook cada vez que “abandonava” um novo exemplar do livro.

A reação a esta nova iniciativa foi tão espetacular que, em jeito de brincadeira, houve um amigo que me sugeriu um excelente título para um novo livro… Ora veja: 😊

Um ano depois, em 2017, tive conhecimento de um projeto de incentivo à leitura no Brasil (em curso desde 2014). Esse projeto chama-se “Leitura no Vagão” e apesar de ter começado nas carruagens do metro de São Paulo, rapidamente foi replicado noutro tipo de transportes públicos e noutras cidades como por exemplo o Rio de Janeiro, Distrito Federal e até já chegou a Santiago no Chile. Incrível, não é?

O projeto foi criado por Fernando Tremonti, um brasileiro que, como tantos outros, passava cerca de 40 minutos de manhã nos transportes públicos para ir para o trabalho e mais 40 minutos, ao final do dia, para voltar a casa.

Já nessa altura, o Fernando tinha dificuldade em perceber porque é que os seus amigos se queixavam que não tinham tempo para ler mas, quando entravam nos transportes públicos, a primeira coisa que faziam era… pegar no telemóvel (celular, no Brasil).

Então, o Fernando decidiu pegar nos livros que tinha em casa e fazer-lhes pequenas personalizações: colocou umas etiquetas na capa e uns separadores (folders, no Brasil) dentro de cada livro, carimbou algumas páginas e… começou a deixar livros por onde passava.

… e foi assim que nasceu o projeto “Leitura no Vagão”, um projeto que distribui livros gratuitamente em pontos estratégicos para que as pessoas possam aproveitar de forma produtiva o seu tempo.

As pessoas podem levar os livros para casa e, quando terminam a leitura, deverão voltar a abandonar o exemplar do livro nos transportes públicos para que outra pessoa possa desfrutar da leitura.

O que decidi fazer?

Como me identifiquei muito com a filosofia que está subjacente a este projeto, decidi doar vários exemplares do meu livroComo conseguir um emprego em 30 dias”, publicado em português do Brasil (em julho de 2018) pela RUMO Editora.

Fiquei a saber que aceitam doações de livros (de pessoas individuais e dos próprios autores), doações financeiras, etiquetas para colocar nos livros, etc…

O projeto já tem mais de 13 mil seguidores no Instagram, mais de 11 mil no Twitter e mais de 28 mil no Facebook.

Decidi escrever este artigo para partilhar consigo a alegria que sinto neste momento, por poder participar neste projeto fantástico e por ver que as dicas que partilho no meu livro agora também já podem servir de inspiração às pessoas que procuram emprego no Brasil.

Livro "Como conseguir emprego em 30 dias"

Modelo de Currículo Gratuito

Modelos de Currículos em Word

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Veja aqui a nossa Política de Privacidade.