Será que há algum modelo de currículo perfeito?

image

Há enormes discussões sobre o modelo que deverá ser utilizado para conseguir criar o CV perfeito!

Deixe-me que lhe diga: Não existe um CV perfeito! Não é possível ter um CV que se ajuste perfeitamente a todo o tipo de vagas de emprego!

Contudo, existem muitos CV “imperfeitos”! São tão abundantes nas caixas de correio eletrónico das empresas, que se assemelham a uma praga. Além disso, como são praticamente todos iguais, nenhum se consegue destacar da enorme quantidade que se vai acumulando nos departamentos de recursos humanos.

O que fazer? A lista de questões a ter em consideração é interminável, mas deixo-lhe aqui algumas das dúvidas mais frequentes, juntamente com sugestões para a sua resolução…

Não tenho experiência profissional. O que devo colocar no meu currículo?

Toda a gente começa a sua vida profissional sem qualquer tipo de experiência. Apenas precisa que alguém lhe dê uma primeira oportunidade para brilhar.

Sugiro a leitura deste artigo para que possa ultrapassar esta situação temporária:

www.emprego30dias.com/curriculo-experiencia-profissional

Se preferir, veja este vídeo que preparei para o inspirar:

 

Deverei utilizar o modelo europeu de CV?

Na minha opinião (e já fui insultado algumas vezes por causa disso!), não deverá utilizar o mesmo modelo que toda a gente utiliza, e por isso a resposta é: “Não!”.

Apenas deverá utilizar o modelo europeu de currículo em duas situações:

  • Quando no anúncio de emprego estiver bem claro: “Envie o seu currículo no modelo europeu…” Nesse caso, não seja tótó… envie o currículo no formato que solicitam! 🙂
  • Quando enviar a sua candidatura para empresas de recrutamento. Essas empresas preferem receber os CV sempre no mesmo formato, porque dessa forma estará a facilitar-lhes a triagem dos candidatos. Uma vez que gerem milhares de candidaturas mensalmente, os técnicos das empresas de recrutamento chegam mesmo a ficar irritados quando recebem um currículo diferente do “normal”.

Sempre que estiver a candidatar-se a uma vaga de emprego diretamente para uma entidade empregadora, ou quando decidir enviar uma candidatura espontânea, use um modelo de currículo que normalmente costuma ser designado como “currículo-criativo”, embora eu prefira designá-lo por “modelo-de-currículo-que-se-destaca-no-meio-da-pilha-de-porcaria-que-normalmente-vai-direta-para-o-lixo”. 🙂

Lembre-se que é muito natural que a entidade empregadora já tenha visto umas centenas de currículos antes do seu, e que é bem possível que já esteja frustrada com tantas candidaturas que não se destacaram positivamente em nada!

Sugiro que visite este artigo onde encontrará regularmente os melhores modelos de CV editáveis em Word:

www.emprego30dias.com/melhores-modelos-de-curriculo-CV

O que deverás colocar e evitar no teu currículo - emprego30dias_01_1500pxl

Quantas páginas deverá ter o meu currículo?

Uma página é o ideal, mas normalmente não chega para colocar tudo o que é necessário.

Aposte na elaboração de um currículo de duas páginas, de forma a incluir informação relevante, sem abusar demasiado nas descrições.

Deverei incluir mais ou menos informação pessoal?

Que tipo de informação pessoal? Informações sobre o número de gatos que tem em casa ou sobre o seu chocolate favorito? Se é nisso que está a pensar, esqueça!

Deverá partilhar apenas informações pessoais que mostrem de que forma os seus gostos, e paixões, podem ser úteis ao recrutador, transmitindo a ideia de que você é realmente a pessoa indicada para preencher a vaga de emprego.

Por exemplo, se gosta de crianças e prepara anualmente uma festa de aniversário que a sua filha adora, não se esqueça de destacar essa informação, caso esteja a candidatar-se a uma vaga num jardim de infância.

Deverei mencionar que tenho filhos?

Já me colocaram esta pergunta várias vezes e não consigo ter uma resposta que sirva para todos os casos.

Por exemplo, se estiver a candidatar-se à vaga no jardim de infância que referi anteriormente, poderá fazer sentido referir que tem filhos. Contudo, para a maioria das vagas de emprego essa informação é irrelevante no currículo.

Deverei referir o meu estado civil?

Deixe-me lembrar-lhe que não está a preencher o seu perfil num site de encontros! 🙂

Quando alguém se casa ou divorcia, as suas competências profissionais alteram-se?

Não creio que esta informação faça sentido no currículo profissional. É uma informação de cariz pessoal que apenas interessa partilhar com as pessoas com quem tem confiança.

[…]

Estas são algumas das questões que discuto nas páginas 109 a 121 do livro “Como conseguir emprego em 30 dias”.

livro como conseguir emprego em 30 dias

botao-compre-ja-livro-como-conseguir-emprego-em-30-dias

Pretende assistir a um dos próximos workshops gratuitos sobre este tema? Veja aqui em que cidades vou estar a apresentar o livro:

http://emprego30dias.com/proximos-eventos


Se pretende que o workshop se realize na sua cidade, não hesite em contactar-nos por telefone ou por e-mail: info@emprego30dias.com.

Não seja egoísta... Partilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on StumbleUponBuffer this pagePrint this pageEmail this to someone