Porque é que existem profissões “estranhas”?

image

Não se esqueça desta frase:

São as necessidades que existem no mercado que geram oportunidades de emprego”.

Veja este vídeo que preparei sobre este tema:

 

Esqueça a divisão clássica das profissões:

  • o médico;
  • o engenheiro;
  • a enfermeira;
  • o arquiteto, etc…

Quando criei a minha empresa de Consultoria Ambientalestudava morcegos dentro de minas abandonadas! (ver aqui: 0’18).

O meu avô tinha sido mineiro e por isso perguntou-me: “pagam-te para entrares dentro das minas e estudares os morcegos”? Ele achava estranho.

Relembro a frase com a qual iniciei este vídeo:

São as necessidades que existem no mercado que geram oportunidades de emprego”.

Nos parques eólicos que começaram a ser construídos em Portugal, a partir de 2014 começaram a ser encontrados morcegos mortos! (ver aqui: 0’50).

Como a maioria dos morcegos tem um estatuto de conservação desfavorável, os promotores deste tipo de projetos, passaram a ser obrigados a estudar as causas que poderiam estar a levar estas espécies a morrer nos seus parques eólicos.

Surgiu então esta necessidade no mercado e eu comecei a estudar morcegos em todas as minas abandonadas que existiam em torno de cada parque eólico.

Se esta minha profissão lhe parece estranha, veja uma pequena lista das profissões mais estranhas do mundo, que eu partilho consigo no capítulo 12 do livro e do audio-livroComo conseguir emprego em 30 dias“.


Estas são algumas das questões que discuto nas páginas 71 a 75 do livro “Como conseguir emprego em 30 dias”. Se pretender, poderá adquiri-lo aqui, no formato que mais lhe agradar.

Livro - Como conseguir emprego em 30 dias

Pretende assistir a um dos próximos workshops gratuitos sobre este tema? Veja aqui em que cidades vou estar a apresentar o livro.

Se pretende que o workshop se realize na sua cidade, não hesite em contactar-nos por telefone ou por e-mail: info@emprego30dias.com.

 

Não seja egoísta... Partilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on StumbleUponBuffer this pagePrint this pageEmail this to someone