Aprenda a evitar a secretária ao telefone

image

Depois de enviar um e-mail com a sua candidatura, necessita de conseguir falar ao telefone com o potencial recrutador.

A menos que consiga o número de telemóvel da pessoa responsável pela contratação, é muito provável que o sucesso do seu esforço fique comprometido quando, do outro lado da linha, aquela senhora simpática lhe pergunta:

– “Quem devo anunciar?” ou “Pode indicar-me qual é o assunto?”

Quem tem pouca experiência, responderá abertamente a estas duas questões, sem se aperceber que em 95 % dos casos servem apenas para identificar, e barrar, telefonemas de agentes comerciais a tentar vender novas subscrições, ou a tentar marcar uma reunião para apresentação dos seus serviços. Um candidato a uma vaga de emprego é sempre visto da mesma forma, e por isso, você será um alvo a abater antes de conseguir falar com quem quer que seja.

Como evitar a assistente ao telefone - Pedro Silva-Santos 01

Nos primeiros anos em que desenvolvi a minha atividade de consultoria ambiental, raramente tinha sucesso com as chamadas telefónicas. Mesmo depois de mimar a secretária ao telefone, era sempre colocado em espera, durante algum tempo, até a simpática senhora retomar a ligação com uma frase deste género:

– “Sim? Senhor Pedro, o Eng.º tem a linha ocupada com outra chamada (ou está em reunião!), terá que ligar mais tarde.”

“Muito bem” – respondia eu – “nesse caso eu volto a ligar mais tarde, muito obrigado.”

Na realidade, as secretárias têm indicação para “despachar” toda a gente desta forma, porque sabem, ou ensinam-lhes, que a maioria das pessoas não volta a tentar ligar depois de ter sido rejeitada uma vez.

Contudo, se pretende mesmo aquela oportunidade de trabalho, tem que conseguir arranjar uma forma de ultrapassar esta barreira.

Depois de me sentir frustrado inúmeras vezes, por constatar que as assistentes pessoais dos meus potenciais clientes estavam tão bem treinadas, que eles nunca chegavam a saber que eu tinha telefonado, pesquisei no Google algo do género:

“Como evitar a secretária em apresentações comerciais?”

Nada me conseguia indicar um caminho que resultasse.

Foi então que percebi que deveria tentar criar a impressão, na secretária, que a pessoa com quem queria falar já estava à espera do meu telefonema. Mas, como é possível conseguir isso se a pessoa com quem pretendia ter uma conversa, nunca tinha ouvido falar de mim?

De seguida vou explicar a estratégia que desenvolvi para evitar a secretária ao telefone, transcrevendo a conversa que tive durante a primeira vez que adotei esta técnica. Espero que consiga inspirá-lo para fazer algo semelhante, quando fizer o seguimento telefónico da sua candidatura.

Cerca de uma semana antes do telefonema, enviei um e-mail a apresentar a NOCTULA, a minha empresa de consultoria ambiental, a um novo cliente. Destaquei tudo o que pretendia e terminei o e-mail com uma frase que referi anteriormente:

“Durante a próxima semana ligo-lhe para falarmos um pouco sobre este assunto.“

Como evitar a assistente ao telefone - Pedro Silva-Santos 02

Na semana seguinte, telefonei ao potencial cliente (Eng.º Rui Castro – nome fictício) e, como era de esperar, fui simpaticamente recebido pela sua secretária:

– “Bom dia, quero falar com o Rui Castro, por favor.“ – Disse eu com uma voz grave e segura.

Reparou que eliminei o título profissional (Eng.º)? Isto fez com que a secretária baixasse o nível de proteção. Imagino que ela tenha pensado que eu era muito próximo do Eng.º Rui Castro, caso contrário não me atreveria a chamá-lo apenas Rui, em vez de Eng.º Rui… Nenhum louco se arriscaria a brincar com isso, certo?

– “Quem devo anunciar?“ – Perguntou a simpática senhora, preparando-se para me barrar o acesso caso o “alarme do agente comercial” disparasse.

– “Fala Pedro Silva-Santos, da empresa NOCTULA.“ – Respondi com grande segurança.

O alarme deve ter soado na mente da secretária e foi aí que ela lançou a pergunta perigosa:

– “Pode dizer-me qual é o assunto?“

Sem qualquer hesitação, mantendo a voz grave e segura, respondi:

– “O Rui já está à espera do meu telefonema.“

Poucos segundos depois, tinha o Eng.º Rui Castro do outro lado da linha com uma voz muito indignada:

– “Sim!?

– “Eng.º Rui, boa tarde! Fala Pedro Silva-Santos da NOCTULA e, como combinado no e-mail da semana passada, estou a ligar-lhe por causa do vosso novo projeto.

– “Ah… Sim… Diga, diga! “ – Respondeu o Eng.º Rui Castro, com uma voz confusa que mostrava claramente que não sabia quem eu era, nem tinha lido o meu e-mail, ou pelo menos não lhe tinha prestado grande atenção!

– “Como referi no e-mail…“ – continuei eu com a apresentação.

Como resultado, poucos dias depois recebemos o primeiro pedido de proposta para prestar serviços a este cliente, com o qual fomos crescendo ao longo dos anos, e com quem temos atualmente uma excelente relação.

Tenho desenvolvido e adaptado esta técnica ao longo do tempo e a taxa de sucesso, para ultrapassar a barreira das secretárias ao telefone, tem sido elevadíssima.

Será que corro o risco de ser chamado mentiroso? Não.

Eu não menti à secretária, quando disse que o Eng.º Rui já estava à espera da minha chamada. Relembro que eu já tinha referido no e-mail enviado anteriormente:

“Durante a próxima semana ligo-lhe para falarmos um pouco sobre este assunto“.

Ninguém poderá culpar-me pelo facto de o Eng.º Rui não ter lido o meu e-mail com atenção!

Sugiro que veja o vídeo da minha talk no TEDxYouth Viseu, onde partilho esta e outras dicas.


Este é um dos temas que discuto detalhadamente no livro “Como conseguir emprego em 30 dias”.

livro-como-conseguir-emprego-em-30-dias

botao-compre-ja-livro-como-conseguir-emprego-em-30-dias

Se pretende que o workshop se realize na sua cidade, não hesite em contactar-nos por telefone ou por e-mail: info@emprego30dias.com.

Não seja egoísta... Partilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on StumbleUponBuffer this pagePrint this pageEmail this to someone